Qual a diferença entre Mastologista e Ginecologista?

O que o médico mastologista trata?

Mastologista e Ginecologista

O médico mastologista é o especialista quando o assunto é prevenção do câncer de mama.

O câncer de mama é um dos cânceres mais comuns em mulheres. Estima-se que 1 em cada 8 mulheres terá a doença em algum momento da vida e, embora possa ocorrer em qualquer idade, é mais comum em mulheres com 50 anos ou mais.

No entanto, as chances de cura estão sempre relacionadas ao momento do diagnóstico. Nas fases iniciais, pacientes com carcinoma in situ (pré-invasivo), a sobrevida livre de doença é de 97%. O diagnóstico precoce aumenta as chances de cura e garante melhores resultados estéticos.

É muito importante que as mulheres aprendam a conhecer seus seios. O ideal é fazer uma consulta anual com o mastologista, entre 35 e 37 anos, em pacientes com exames clínicos normais e sem histórico familiar. Em pacientes com histórico de parentes diretos (mãe, irmã), recomenda-se realizar a mamografia 10 anos antes da idade de detecção do câncer do parente mais próximo. Geralmente é aos 30 anos.

No entanto, muitas pessoas ainda desconhecem que o profissional mastologista é o especialista indicado para o tratamento das afecções mamárias. Este termo define o médico especializado não apenas no diagnóstico e tratamento da patologia, mas também no cuidado e prevenção da saúde da mama.

Embora o termo mastologista tenha uma difusão limitada em nível geral, o mesmo não ocorre na prática médica. Prova disso é a data de fundação da Sociedade Argentina de Mastologia, que remonta a 1967, ou seja, há quase cinquenta anos existem médicos em nosso país com sua prática voltada à saúde e exclusivamente à patologia mamária.

Geralmente, a origem da carreira médica do mastologista começa como cirurgião geral ou ginecologista, para depois direcionar a formação e a prática para a mastologia em particular, independentemente da especialidade que escolheram no início.

Ao longo do tempo, a formação e especialização desta disciplina evoluiu e seu desenvolvimento em nosso país está intimamente associado à Sociedade Argentina de Mastologia. Esta instituição conseguiu ser a entidade que credencia profissionais argentinos como mastologistas e tem uma participação fundamental na formação de especialistas, através de cursos realizados há 17 anos para médicos de todo o país, incluindo países limítrofes.

É importante que a população em geral saiba que o mastologista é o profissional ideal para acompanhar as pacientes nas diferentes etapas das consultas, tanto no controle preventivo anual quanto no tratamento de uma patologia mamária, e até mesmo durante o acompanhamento rotineiro do paciente após tratamento de câncer de mama.

O que faz um ginecologista?

Os ginecologistas prestam serviços de saúde reprodutiva e sexual que incluem exames pélvicos, exames de Papanicolau, exames de câncer e testes e tratamento de infecções vaginais.

Eles diagnosticam e tratam distúrbios do sistema reprodutivo, como endometriose, infertilidade, cistos ovarianos e dor pélvica. Eles também podem cuidar de pessoas com câncer de ovário, colo do útero e outros cânceres reprodutivos.

Alguns ginecologistas também atuam como obstetras, que prestam cuidados durante a gravidez e o parto. Se um ginecologista tem experiência em obstetrícia, eles são chamados de OB-GYN.

O médico mastologista é o especialista quando o assunto é prevenção do câncer de mama.

O câncer de mama é um dos cânceres mais comuns em mulheres. Estima-se que 1 em cada 8 mulheres terá a doença em algum momento da vida e, embora possa ocorrer em qualquer idade, é mais comum em mulheres com 50 anos ou mais.

No entanto, as chances de cura estão sempre relacionadas ao momento do diagnóstico. Nas fases iniciais, pacientes com carcinoma in situ (pré-invasivo), a sobrevida livre de doença é de 97%. O diagnóstico precoce aumenta as chances de cura e garante melhores resultados estéticos.

É muito importante que as mulheres aprendam a conhecer seus seios. O ideal é fazer uma consulta anual com o mastologista, entre 35 e 37 anos, em pacientes com exames clínicos normais e sem histórico familiar. Em pacientes com histórico de parentes diretos (mãe, irmã), recomenda-se realizar a mamografia 10 anos antes da idade de detecção do câncer do parente mais próximo. Geralmente é aos 30 anos.

No entanto, muitas pessoas ainda desconhecem que o profissional mastologista é o especialista indicado para o tratamento das afecções mamárias. Este termo define o médico especializado não apenas no diagnóstico e tratamento da patologia, mas também no cuidado e prevenção da saúde da mama.

Embora o termo mastologista tenha uma difusão limitada em nível geral, o mesmo não ocorre na prática médica. Prova disso é a data de fundação da Sociedade Argentina de Mastologia, que remonta a 1967, ou seja, há quase cinquenta anos existem médicos em nosso país com sua prática voltada à saúde e exclusivamente à patologia mamária.

Geralmente, a origem da carreira médica do mastologista começa como cirurgião geral ou ginecologista, para depois direcionar a formação e a prática para a mastologia em particular, independentemente da especialidade que escolheram no início.

Ao longo do tempo, a formação e especialização desta disciplina evoluiu e seu desenvolvimento em nosso país está intimamente associado à Sociedade Argentina de Mastologia. Esta instituição conseguiu ser a entidade que credencia profissionais argentinos como mastologistas e tem uma participação fundamental na formação de especialistas, através de cursos realizados há 17 anos para médicos de todo o país, incluindo países limítrofes.

É importante que a população em geral saiba que o mastologista é o profissional ideal para acompanhar as pacientes nas diferentes etapas das consultas, tanto no controle preventivo anual quanto no tratamento de uma patologia mamária, e até mesmo durante o acompanhamento rotineiro do paciente após tratamento de câncer de mama.

O que faz um ginecologista?

Os ginecologistas prestam serviços de saúde reprodutiva e sexual que incluem exames pélvicos, exames de Papanicolau, exames de câncer e testes e tratamento de infecções vaginais.

Eles diagnosticam e tratam distúrbios do sistema reprodutivo, como endometriose, infertilidade, cistos ovarianos e dor pélvica. Eles também podem cuidar de pessoas com câncer de ovário, colo do útero e outros cânceres reprodutivos.

Alguns ginecologistas também atuam como obstetras, que prestam cuidados durante a gravidez e o parto. Se um ginecologista tem experiência em obstetrícia, eles são chamados de OB-GYN.

LOCALIZAÇÃO E CONTATO

Ginecologista Brasilia DF - unigo localizacao 500

Centro Médico Lúcio Costa – SGAS 610 Conj. F Lote 74 Bl. 02 Sala T-35
L2 Sul/L3 Sul (Entrada pela L3 Sul) – Brasília – DF – CEP 70200-710

Telefone: (61) 3346.0118

RESPONSÁVEL TÉCNICO
Dra. Gisele Juliana Silva
CRM/DF 14515 | RQE 8215
assossiações ginecologista brasilia unigo
Clínica Legalizada e Registrada
CRM/DF 2900
medico ginecologista brasilia - RQE selos especialidades
UNIGO Ginecologia e Obstetrícia

Centro Médico Lúcio Costa
SGAS 610 Conj. F Lote 74 Bl. 02
Sala T-35

L2 Sul (Entrada pela L3 Sul)
Brasília – DF
Telefone: (61) 3346-0118

medico ginecologista brasilia - RQE selos especialidades
As informações contidas neste website têm caráter meramente informativo e educacional e não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação. Em caso de dúvidas, consulte seu médico, porque somente ele está habilitado a fazer o diagnóstico e a prescrição terapêutica.
As informações contidas neste website têm caráter meramente informativo e educacional e não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação. Em caso de dúvidas, consulte seu médico, porque somente ele está habilitado a fazer o diagnóstico e a prescrição terapêutica.